fbpx

A Luís Simões reforçou a frota com a aquisição de dois novos gigaliners. Os veículos permitem transportar um maior volume de carga utilizando menos recursos, o que reduz o impacto ambiental das operações.


Este modelo de transporte tem permitido à Luís Simões reduzir em até 25% a emissão de gases poluentes por tonelada transportada. A empresa foi pioneira na sua utilização sustentada a nível ibérico, tendo adquirido os primeiros gigaliners em 2014 e já conta com 17 unidades.
Estes novos veículos vão ligar os centros logísticos da Luís Simões nas regiões do Porto e de Lisboa de estão afetos ao serviço de distribuição de produtos alimentares e outras mercadorias.

Luis Simoes gigaliners


As unidades têm um comprimento total de 25.25 metros e são compostas por uma unidade de tração, um reboque de ligação e um semirreboque. A superfície de carga está organizada em duas alturas, o que permite otimizar o aproveitamento de todo o espaço. Para além disso, o reboque de ligação e o semirreboque de uma das unidades possuem sistema de temperatura controlada, garantindo a cadeia de frio durante o transporte. No total, cada uma destas viaturas tem capacidade para uma carga de 38 toneladas e 102 europaletes.


“Um gigaliner é uma opção logística interessante para muitos clientes e serviços. Primeiro, porque permite reduzir o número de viagens, ao ter uma capacidade de carga muito superior, aumentando também a eficiência da operação. Depois, porque os ajuda a cumprir os objetivos de sustentabilidade,” explica José Luís Lourenço, Diretor de Distribuição da Luís Simões para Portugal. “Trabalhar no setor de logística exige estar na vanguarda da mudança. As necessidades da sociedade e, em paralelo, dos nossos clientes, estão em contínua transformação. Há um interesse generalizado em promover um modelo mais responsável para com o ambiente, e a tecnologia é a chave para o alcançar. Na Luís Simões apostamos fortemente na inovação, com o objetivo de nos mantermos construtores ativos do futuro da logística.”

A utilização destes dois gigaliners vem substituir três conjuntos convencionais de cabeça tratora e semirreboque.