fbpx

A recolha seletiva de embalagens teve, em 2022, um aumento de 6%, face ao ano anterior, o que representa mais de 460 mil toneladas de embalagens nos ecopontos verde, amarelo e azul no último ano.

A recolha das embalagens cresceu no último ano em todos os materiais, com destaque para o vidro, com 218.857 toneladas (+8%) encaminhadas para reciclagem e para o alumínio, com 1.917 toneladas (+18%).

 ecopontos

Portugal encontra-se, assim, cada vez mais próximo de atingir as novas metas nacionais para a reciclagem de embalagens colocadas no mercado, já que a taxa de retoma global atingiu quase 60% (59,6%). A meta atual é de 55% e em 2025, o país terá de chegar a 65% e em 2030, a 70%.

Para a CEO da Sociedade Ponto Verde, Ana Trigo Morais, “estarmos cada vez mais próximo de atingir as metas da reciclagem revela o bom desempenho do SIGRE, a cooperação entre todos os agentes da cadeia de valor e o esforço contínuo da Sociedade Ponto Verde na gestão do fluxo de embalagens, o único a cumprir com as suas metas no país”. 

“São, no entanto, os portugueses que hoje merecem o nosso especial reconhecimento e agradecimento, já que o cumprimento das metas nacionais da reciclagem de embalagens depende sobretudo da sua participação ativa e os resultados alcançados revelam que estamos perante cidadãos cada vez mais responsáveis e comprometidos com esta causa. O desafio passa agora por aumentar mais 5% da recolha de embalagens até 2025. Obrigada, Portugueses!” conclui a CEO da SPV.